Archive for the ‘Saúde’


Curitiba conta com novo local de cuidado e atenção à saúde da mulher Comentários desativados em Curitiba conta com novo local de cuidado e atenção à saúde da mulher

Posted on junho 22, 2018 by Hospital VITA

Com foco na saúde e bem-estar da população feminina da capital, o Hospital VITA, localizado no Batel, acaba de implantar mais uma área de atendimento. Trata-se do Centro Avançado de Cirurgia Ginecológica VITA, onde serão realizados exames preventivos e de rotina visando a saúde feminina em primeiro lugar.

O serviço oferece procedimentos como: histeroscopias diagnósticas e cirúrgicas (inspeção da camada interna do útero) para realização de biopsias endometriais, retirada de DIU quando o fio não está visível, reposicionamento de DIU (Mirena e de Cobre), lise de sinéquias uterinas (aderências uterinas), miomectomia (retirada de miomas submucosos), endometrectomia (ressecção da camada endometrial), polipectomia (retirada de pólipo), entre outros.

“Será realizada também inserção de DIU, com e sem sedação, e exames colposcópicos para aquelas pacientes que tiverem seus preventivos alterados, visando sempre a prevenção de câncer do colo uterino e lesões causadas pelo vírus do HPV, revela a médica ginecologista Dra. Monica Zomer, responsável pelo novo serviço.

Dra. Monica conta que também será disponibilizado um serviço de videolaparoscopia (que visualiza a cavidade abdominal com uma imagem de alta definição, vista por uma microcâmera que passa a imagem intra-abdominal para um monitor) de excelência que tem como objetivo a alta precoce e o retorno às atividades laborais com menos dor no pós-operatório, além de um resultado estético melhor. Os procedimentos realizados por videolaparoscopia compreende o tratamento de endometriose, infertilidade, cistos ovarianos, miomas intramurais e subserosos, sangramento uterino anormal, reanastomose tubarias, entre outras doenças.

Segundo a médica, diversos problemas ginecológicos podem comprometer o trabalho, o casamento, a saúde e o bem-estar da população feminina.  “Em se tratando de endometriose que é uma doença, que acomete cerca de 10% da população feminina, muitas vezes é silenciosa podendo levar a infertilidade e acabar com o sonho que muitas mulheres tem que é ser mãe, ou pode evoluir para quadros de dor intensa no período menstrual, ou até mesmo fora dele, dores insuportáveis durante as relações sexuais, acabando em muitas situações comprometendo a vida do casal”, destaca.

Frequente na idade reprodutiva, a endometriose é uma doença ginecológica caracterizada pela presença do tecido do endométrio, camada que reveste o interior do útero, fora de seu local habitual. Ela explica que o diagnóstico é feito por meio de uma avaliação ginecológica clínica detalhada e pode ser investigada com exames laboratoriais e de imagem.

Outro problema que compromete a saúde da mulher é o mioma uterino – tumor benigno localizado no útero e que atinge, geralmente, mulheres de 30 a 50 anos de idade. De origem genética, o mioma uterino pode apresentar crescimento excessivo e, considerando a localização dele dentro do útero, pode causar hemorragias com coágulos, cólicas intensas, aumento do útero. A maioria das mulheres, cerca de 75%, não apresentam nenhum sintoma, quando ocorrem, os mais comuns são: sangramento intenso durante a menstruação, cólicas, urgência de urinar, dor abaixo do umbigo ou sensação de pressão na região. Já o diagnóstico se dá exatamente pelos sintomas da paciente e pela ultrassonografia. “Quando os miomas são pequenos e assintomáticos e não estão presentes na camada submucosa (parte interna do útero) não precisam de tratamento, somente a observação e acompanhamento por meio do ultrassom. No caso de miomas maiores, é necessário tratá-los e retirá-los”, alerta.

Equipe do Centro Avançado de Cirurgia Ginecológica VITA

O corpo clínico, comandado por Dra. Monica Zomer e Dr. William Kondo, é composto pelas médicas ginecologistas Dra. Liliam Miura, Dra. Cibele Maffini e Dra. Daniele Pastore.

SERVIÇO:

Centro Avançado de Cirurgia Ginecológica VITA

Onde: Hospital VITA Batel

Endereço: Rua Alf. Ângelo Sampaio, 1.896 – Batel – Curitiba

Informações e agendamento de consultas: (41) 99871-0005

O inverno está chegando, idosos devem ter cuidados redobrados Comentários desativados em O inverno está chegando, idosos devem ter cuidados redobrados

Posted on junho 15, 2018 by Hospital VITA

Com a chegada do inverno, os idosos, assim como as crianças, são as pessoas que mais sofrem com a baixa temperatura. Por isso, necessitam de cuidados e atenção.

Nesta época ficam mais suscetíveis a infecções respiratórias. Por conta do ar frio, os idosos evitam sair de casa, por isso, andam menos, perdem a agilidade e acabam não se expondo ao sol, o que reduz o nível de vitamina D que está diretamente relacionada à força muscular. Com pouca vitamina no organismo, aumentam as chances de quedas.

A falta de atividades gera dores articulares e o aumento de casos de hipotermia, já que nesta fase da vida, a pessoa tem menor sensibilidade ao frio e não percebe que o corpo não está mantendo a temperatura habitual. As fraturas e até o óbito podem ocorrer com mais facilidade nos meses mais gelados. Para prevenir estes problemas, o idoso deve seguir algumas dicas como:

– controlar as doenças crônicas, tais como, cardíacas, pulmonares e diabetes;

– tomar vacina contra gripe e pneumonia;

– manter uma alimentação adequada e equilibrada;

– praticar atividades físicas regularmente, mas optando por ambientes fechados (academias ou fazer caminhadas em shoppings centers);

– fazer alongamento e, se necessário, fisioterapia;

– tomar banhos rápidos nas horas mais quentes do dia, com água bem aquecida e, de preferência, usar sabonete glicerinado;

– manter a pele hidratada com creme e ingerir de 1,5l a 2l de água diariamente;

– usar acessórios como gorro, cachecol, sobretudo e luvas;

– preferir cobertores grossos e aquecedores de ambiente, mas estes regulados no máximo a 21° C;

– revisar aquecedores de ambiente anualmente;

– higienizar frequentemente aparelhos de ar condicionado;

– tomar cuidado com lareiras para não ocorrer intoxicação por fumaça e monóxido de carbono;

– evitar ambientes fechados e sem circulação de ar;

– atenção as de bolsa de água térmica. Os idosos, principalmente os diabéticos, podem não ter sensibilidade nos pés e causar queimaduras por conta da água excessivamente quente;

– repor vitamina D e não esquecer o protetor solar;

– utilizar lenços higiênicos descartáveis e não de tecido;

– lavar frequentemente as mãos ou higienizá-las com álcool 70%;

– evitar a automedicação e procurar atendimento médico sempre que surgirem sintomas diferentes.

 

Equipe Geriatria

09/06 | Dia da Imunização: manter as vacinas em dia salva vidas Comentários desativados em 09/06 | Dia da Imunização: manter as vacinas em dia salva vidas

Posted on junho 08, 2018 by Hospital VITA

Buscar proteção por meio de vacinas é umas das principais formas para prevenir diversas doenças e manter a saúde.

O que são as vacinas?
São substâncias obtidas de vírus ou bactérias mortos ou inativados administrados no organismo humano para criar imunidade a determinadas doenças. Baseia-se na capacidade de reação do organismo aos componentes antigênicos e a exposição aos agentes infecciosos ao produzir anticorpos e a proteção contra esses agentes que produzem as doenças. Quando somos vacinados contra uma determinada doença passamos a ter imunidade em relação a ela.

O Brasil possui um Programa Nacional de Imunização com mais de 40 anos e a Sociedade Brasileira de Imunizações (Sbim). Por orientação destas entidades científicas são realizados estudos e a formulação de novos produtos para proteger a população.

A iniciativa é responsável pela erradicação de doenças como poliomielite e varíola, mantendo também sob controle a coqueluche, o sarampo e a rubéola, as vacinas podem ser encontradas na rede pública ou no setor privado.

As vacinas reduzem o número de casos de pneumonias, diarreias, gripes, tétano, dengue, febre amarela, hepatites virais, tuberculose e várias outras infecções. Como consequência, os índices de mortalidade que podem ser causados por essas doenças diminuem.

Como são feitas?
Cada vacina é produzida de forma diferente. Algumas utilizam o agente agressor – enfraquecido, fragmentado ou morto – para manipulação de medicamento por meio de engenharia dos genes. Seja qual for a forma de fabricação, a imunização é feita sempre com o mesmo propósito, isto é, estimular o organismo na produção de anticorpos. Assim, a pessoa não adoece ou caso isso ocorra, desenvolve a patologia de uma forma mais amena.

Principais vacinas
O Brasil oferece um calendário nacional de vacinas, as quais são distribuídas de forma diferente em cada idade, com o objetivo de atender os grupos de risco e imunizar todos de maneira eficaz.

Assim que nascem, as crianças são vacinadas contra tuberculose e hepatite B, por meio das vacinas BCG e anti-hepatite viral B. Até o primeiro ano de vida elas são protegidas também com a vacina da poliomielite, a tetravalente, a do rotavírus, a pneumocócica, a anti-meningococo C, a tríplice viral e a de febre amarela. Essas vacinas podem ser encontradas nas redes pública e privada.

Já os adultos devem sempre se proteger da gripe com a vacina contra o vírus Influenza. A dose é anual e pode ser encontrada na rede privada. Já para os chamados grupos de risco é distribuída na rede pública. Os adultos também devem buscar proteção contra a pneumonia, doença de alta letalidade. Esta vacina tem administração restrita na rede pública para determinados grupos, mas deve ser, na medida do possível, administrada na rede privada para redução dos susceptíveis e redução dos óbitos.

Algumas vacinas, como contra a febre tifoide e a cólera, estão disponíveis somente na rede privada. Assim como as da hepatite A e da varicela, que são muito importantes para os adultos. Para homens e mulheres entre 9 e 26 anos existe também a  vacina do HPV, que os protege do papilomavírus humano, que pode causar o câncer de colo do útero.

 

Dra. Marta Fragoso, infectologista 

Enfermagem do VITA recebe prêmios de destaque no setor Comentários desativados em Enfermagem do VITA recebe prêmios de destaque no setor

Posted on junho 01, 2018 by Hospital VITA

Enfermagem Destaque 2018 pelo CorenPR (divulgação)

A enfermagem do Hospital VITA encerrou maio com chave de ouro. No mês, que é marcado pelas celebrações do Dia do Enfermeiro e do Técnico de Enfermagem, a equipe do Hospital foi mais uma vez agraciada na premiação anual realizada pelo Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (CorenPR). O VITA foi premiado na categoria Destaque.

Para a gerente de enfermagem do Hospital VITA, Claudimeri Dadas, estar entre os melhores hospitais do Paraná e ser reconhecido como enfermagem destaque 2018 pelo CorenPR foi uma honra. “Essa conquista nos dá mais motivação para realizarmos nosso trabalho de forma eficiente, buscando uma enfermagem de excelência”, explica.

A equipe foi vitoriosa também na premiação promovida pela 3M do Brasil, empresa que há mais de 10 anos avalia hospitais, no quesito prevenção de lesões de pele. O VITA recebeu a recertificação na categoria Diamante Prime, ou seja, a classificação máxima, por desenvolver as melhores práticas relacionadas à prevenção de lesões de pele. A premiação foi conferida durante o Congresso InterPele 2018, realizado em Belo Horizonte (MG).

Recertificação na categoria Diamante Prime pela 3M do Brasil (divulgação)

Neidamar Fugaça, superintendente operacional do VITA, em Curitiba, conta que os prêmios reforçam e validam todo o empenho da enfermagem do Hospital em prestar um serviço voltado ao cuidado e bem-estar do paciente. “Nossa equipe tem a preocupação de atender os pacientes de forma humanizada e individual, acolhendo a necessidade de cada um”, destaca.