Uso de aquecedor de ambiente requer cuidados

Hospital VITA
Postado por Hospital VITA - 28 de junho de 2019
(Imagem: Pixabay)

Com chegada do inverno e das baixas temperaturas as pessoas busquem se aquecer com a ajuda de aparelhos. Porém a utilização inadequada dos aquecedores de ambiente gera riscos e pode causar problemas graves à saúde. Para que isso não ocorra é necessário tomar alguns cuidados, já que esses equipamentos podem diminuir ainda mais a umidade do ar, causando desconforto ao nariz e à garganta e agravando doenças respiratórias comuns neste período, como asma, rinite e sinusite.

Como o nome diz, o aquecedor de ambiente serve para aumentar a temperatura do local, mas toda vez que o espaço é aquecido, a umidade diminui e resseca o ar, o que pode ser prejudicial. Nem sempre o nariz consegue compensar o ar seco que é respirado e este ar acaba indo para os pulmões e causando alguns prejuízos à saúde.

Quanto ao tipo de aquecedor, vale destacar o perigo do uso de equipamentos a gás, que têm risco de vazamentos, intoxicações e até mesmo levar à morte. Além disso, algumas pessoas queimam álcool em ambientes fechados, o que pode consumir todo oxigênio do local e até causar incêndios. Além disso, os aquecedores utilizados rotineiramente – os que possuem resistência e que ficam alaranjados – esquentam muito o ambiente e têm uma tendência maior a ressecar o ar.

Já os usados em banheiros, conhecidos como desumidificador, devido à umidade do local e ao vapor do chuveiro, não apresentam risco, porém como ficam guardados e sem uso durante muito tempo armazenam poeira e ao serem ligados, devido ao seu sistema de ventilação, liberam pó, sujeira e ácaros no ambiente. Por isso, antes de usá-los, devemos fazer a manutenção do equipamento.  O aquecedor a óleo é menos prejudicial à saúde por ter um sistema de aquecimento diferente dos que são por resistência, resseca menos o ambiente.

Independente do tipo de aparelho, para evitar danos ao sistema respiratório, o ideal é que sejam colocadas toalhas úmidas ou uma bacia com água no ambiente. Além disso, precisamos ingerir bastante líquido para hidratar o corpo. Devemos seguir o mesmo raciocínio para o ar-condicionado. Caso ocorra ressecamento ou sangramento das mucosas nasais, deve-se consultar um médico. Evite a automedicação.

Outro cuidado importante é com relação ao choque térmico. Sair de um ambiente com temperatura elevada para a rua ou local mais frio, pode ser um problema, principalmente para idosos e crianças, que têm o sistema imunológico mais sensível. Pessoas com problemas cardíacos ou pressão arterial alta também devem redobrar esses cuidados. O ideal é manter o ambiente em torno de 22ºC para evitar os riscos.

TAGS:

COMENTÁRIOS: