O papel do Enfermeiro Hospitalar, uma nobre missão

Hospital VITA
Postado por Hospital VITA - 14 de maio de 2012

dia do enfermeiro

Pode-se imaginar, hoje, uma organização hospitalar saudável sem a presença marcante da equipe de Enfermagem? A enfermagem tem se destacado como a “ciência do cuidar”, tendo como principal objetivo restaurar a saúde do paciente e realizar assistência integral quando a doença não responde ao tratamento curativo. É uma das poucas profissões na área da Saúde que mescla o humano com o científico, cuidando do paciente quando enfermo, na prevenção de doenças e na produção de pesquisas preventivas. Seu foco de atuação no ambiente hospitalar é garantir a melhora da qualidade de vida, tanto para o paciente, como para seus familiares, que têm a enfermagem como elemento de referência, uma vez que é sempre a ela que recorrem.

No Brasil, temos atualmente um sistema de enfermagem que comporta três níveis profissionais com funções muito específicas no atendimento ao paciente: o Enfermeiro (nível superior), o Técnico de Enfermagem (nível médio) e o Auxiliar de Enfermagem (nível fundamental).

O profissional enfermeiro é responsável por:

– Coordenar, planejar e supervisionar a assistência prestada pela equipe, por meio da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE);
– Atuar nas áreas assistencial, administrativa, gerencial e, opcionalmente, educacional (exercendo a função de professor e mestre);
– Monitorar a evolução do paciente, para certificar-se de que seus cuidados foram efetivos;
– Realizar Educação em Saúde, por meio de orientação do paciente e/ou familiar, com o intuito de estabelecer segurança para garantir a continuidade dos cuidados no ambiente domiciliar;
– Trabalhar de forma integrada com a equipe multidisciplinar;
– Conduzir todo e qualquer parto normal (desde que não haja doença associada à gravidez, como hipertensão, diabetes ou cardiopatias). Pode examinar a gestante, verificando contrações, dilatações ou encaminhando-a aos cuidados. No período pós-parto, realiza cuidados necessários à mãe, orientando-a no auto-cuidado e no cuidado com o recém-nascido.
– Administrar, cuja função é organizar, controlar e favorecer as práticas de cuidar, seja na elaboração de processos, na auditoria e manutenção da qualidade.

Neste cenário, a enfermagem é fundamental na área da Saúde, valorizada por seu conhecimento científico e especializado e suas habilidades no cuidado, que contribuem para melhorar o padrão de saúde da população, garantindo uma assistência segura, efetiva e de qualidade.

Rucieli Toniolo é gerente de Enfermagem do Hospital VITA Curitiba.

 

COMENTÁRIOS: